Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro

Dois estudantes do IFMG – Campus Formiga conquistaram medalhas de bronze na Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas, edição de 2016, ambos no nível 3. Os estudantes do curso técnico integrado são Jucélia Nascimento Rosa e Marcelo Faria Gonçalves Silva. Essa é realmente uma conquista muito importante dentro de uma competição nacional que contou, na sua primeira fase, com mais de 18 milhões de candidatos.

A estudante do quarto ano do curso técnico integrado em Administração, Jucélia Nascimento Rosa, participa da Obmep desde o primeiro ano do curso e afirma que sempre teve afinidade com a Matemática, por isso, gosta de participar da competição. “Eu já havia sido premiada com menções honrosas, contudo aspirava a uma medalha e finalmente, em 2016, realizei esse desejo”, conta. Jucélia conta ainda que o estudo bastante aprofundado de geometria plana, trazido para a sala de aula pelo professor Antônio Marcos C. de Souza, foi extremamente importante para a realização da olimpíada.

Marcelo Faria, estudante do curso técnico em Eletrotécnica, iniciou sua participação na Obmep em 2012, quando ainda estava no sexto ano do Ensino Fundamental e desde então já coleciona medalhas, sempre se esforçando mais a cada edição. Ele conta que seus professores de Matemática sempre o apoiaram.

A equipe de organização da Obmep também convida os estudantes, não apenas os premiados, mas todos que se interessarem, a participarem do Programa de Iniciação Científica (PIC). O PIC é um programa que coloca os alunos em contato com os aspectos da Matemática que não são vistos em sala de aula, ampliando o conhecimento científico e preparando para um futuro desempenho profissional e acadêmico. No programa haverá encontros presenciais e estudos online. Para participar do PIC, os alunos receberão auxílio financeiro (bolsa mensal-CNPq) e material didático.

De acordo com a coordenação da Obmep, a partir do PIC muitos alunos mudam suas perspectivas de futuro: no contato com professores orientadores e Universidades aprendem mais Matemática, percebem que podem seguir carreiras científicas ou tecnológicas e descobrem os caminhos que levam a essas fascinantes carreiras, tão importantes para eles e para o desenvolvimento do nosso país. Para muitos alunos, o PIC é a oportunidade certa dada na hora certa.

Jucélia já confirmou sua participação no programa e considera que esse curso é o maior prêmio que a equipe da Obmep poderia oferecer para os medalhistas. Marcelo afirma que a partir de sua participação no PIC, seu interesse por Matemática aumentou, e que é uma excelente forma de aprofundar o conhecimento na área. “É um excelente programa, e eu gostaria que todos que desejassem, pudessem participar do mesmo, e não somente os medalhistas da olimpíada”, concluiu.

 



 
Para o topo.